Close

Receita do primeiro semestre de 2018

Conte-nos sobre o seu projeto

Contato
cp-2018-q4.png
 

Angers, 17 de setembro de 2018 – A Evolis, líder mundial em soluções de impressão e personalização de cartões plásticos, anunciou sua receita e seus resultados para o primeiro semestre de 2018, encerrado em 30 de junho de 2018.

Christian Lefort, diretor executivo da Evolis, afirmou: “A receita do primeiro semestre foi impactada por uma combinação de fatores externos. Além disso, a estrutura interna das nossas equipes de vendas implementada no ano passado ainda não gerou todos os efeitos esperados. A incerteza política e econômica na América Latina e no Oriente Médio, onde o número de projetos é menor do que no ano passado, continuará a afetar nossa atividade no segundo semestre de 2018. Isso nos leva a revisar nossa meta de crescimento para 2018. No entanto, a boa recuperação na nossa linha de negócios de canais, e os grandes projetos assinados no fim do primeiro semestre de 2018 permitem a previsão de um segundo semestre com crescimento acentuado”.

A receita do primeiro semestre de 2018 fechou em 38 milhões de euros, com queda de 6,4%. Em taxas de câmbio constantes, os negócios ficaram estáveis (-0,7%).

A linha de negócios de canais fechou em 26,8 milhões de euros (-0,4% em taxas de câmbio atuais). Os canais tiveram um crescimento de 4,8% em taxas de câmbio constantes. Todas as regiões do Grupo cresceram, com exceção dos Estados Unidos, onde as equipes estão sendo intensificadas, e do Oriente Médio. Na Europa, os canais foram impulsionados por redes consolidadas e pelo aumento nas vendas das soluções de etiquetagem de alimentos Edikio. Na Ásia, novos contratos de distribuição assinados na China e os primeiros efeitos da reestruturação na Índia estão movimentando a dinâmica.

A linha de negócios de projetos registrou receita de 9 milhões de euros, uma queda de 21,7%, ou seja, -13,9% em taxas de câmbio constantes. Além do impacto significativo nas taxas de câmbio, essa mudança se dá principalmente pela suspensão do projeto do governo Aadhaar na Índia, além do adiamento dos projetos no Oriente Médio e na América Latina. O segundo semestre de 2018 será mais favorável para essa linha de negócios, impulsionado por projetos que já foram assinados: contrato governamental na Índia e contrato da gama Edikio com um grande varejista de alimentos na Alemanha.

Resultados afetados por um declínio na atividade e uma provisão pontual

No fim de junho, a taxa de margem bruta permaneceu estável em 61,8% contra 62,1% no fim de 2017. A ligeira redução de 0,3 ponto é inteiramente causada por uma mudança nas taxas de câmbio. Os custos de produção foram, assim, mantidos sob controle.

O lucro operacional no fim de junho foi de 4,1 milhões de euros. No decorrer do semestre, a Evolis teve que negociar com um dos seus clientes inadimplentes. As dívidas do distribuidor impactaram o lucro operacional em 0,5 milhão de euros. Reajustada por esse item pontual, a margem de operações fechou em 12,1% contra 16,8% no primeiro semestre de 2017. A margem foi penalizada por um declínio na atividade, apesar do controle mais rígido das operações.

Depois de considerar o rendimento financeiro beneficiado por um impacto cambial positivo e uma diminuição nas despesas do imposto de renda, o lucro líquido terminou em 3 milhões de euros em 30 de junho de 2018.

Meta revista para 2018 e meta confirmada para 2020

A Evolis está trabalhando em projetos governamentais e bancários de larga escala, cujos contratos podem ser adiados. Desde a publicação da receita do primeiro trimestre de 2018, o Grupo foi impactado por uma recuperação um pouco mais fraca do que a esperada na sua linha de negócios de canais nos Estados Unidos, e por novos adiamentos principalmente na América Latina e no Oriente Médio, devido a um ambiente geopolítico desfavorável. Face a esses fatores, a Evolis está visando um crescimento de 3% na receita (com base na taxa de câmbio euro/dólar de 1,20), contra um crescimento de 6% indicado anteriormente. Dado este nível de atividade, o Grupo espera uma margem operacional no fim de 2018 ligeiramente acima da do fim de junho, excluindo-se provisões pontuais.

Após um período de menor crescimento, a Evolis espera voltar a uma boa dinâmica de crescimento a partir do segundo semestre de 2018. A Evolis confirma sua meta de receita de 100 milhões de euros em 2020.

Emmanuel Picot, presidente da Evolis, observou: “O segundo semestre de 2018 vai ter um crescimento robusto. Entre os destaques, o lançamento de três produtos, que devem permitir o fortalecimento da nossa liderança e o desenvolvimento de novas oportunidades. Um contrato e a entrega de novos projetos durante este primeiro semestre de 2018 são uma prova da nossa capacidade de recuperação e de busca por novas oportunidades de crescimento para os próximos anos. Estou confiante no retorno do nosso forte crescimento nos próximos anos fiscais e estamos trabalhando sem descanso para atingir nossa meta de 100 milhões de euros em 2020”.

Faça o download do artigo completo (pdf)

Compartilhar esta postagem:


A Evolis é especializada em soluções e serviços para impressoras de cartões para todas as suas necessidades

Contato