Close

A Wine Company de Singapura identifica garrafas com Edikio Price Tag

Conte-nos sobre o seu projeto

Contato
Veja todos os estudos de caso
TWC success story logo
 

Desafio: Identificar e localizar garrafas em uma vasta adega

 

Gerenciar um restaurante é uma tarefa complexa e as altas taxas de rotatividade do staff nem sempre possibilita muito tempo para o treinamento. Os restaurantes da Wine Company em Singapura enfrentam mais um desafio, já que suas listas de vinhos são amplas. Os clientes, muitas vezes, gostam de experimentar diversos tipos de vinho em uma noite e os funcionários devem ser capazes de localizar rapidamente o vinho pedido na adega.

 

 

TWC success story
 

A solução: Cartões plásticos para identificar as garrafas de vinho impressos com Edikio Access

 

Belinda Lim, a proprietária da companhia, observou que o staff demorava muito tempo para localizar as garrafas pedidas na adega.

Ela decidiu equipar o outlet da Sentosa Boardwalk com Edikio Access, a solução de impressora de cartões plásticos que cria e imprime etiquetas de preços. As etiquetas são colocadas em frente das garrafas que estão armazenadas na adega da empresa.

 

O resultado: Os funcionários localizavam as garrafas de vinhos em segundos

 

sample card TWC
 

Com essa exibição clara de informações, os funcionários e os clientes agora são capazes de entrar e pegar a garrafa que desejam em questão de segundos. Além do fácil reconhecimento de cada garrafa, as etiquetas também dão um aspecto mais elegante à adega.

As etiquetas, brancas com texto em preto, exibem:

  • o nome do vinho,
  • a variedade,
  • a região de produção,
  • o ano da safra
  • e o preço para os clientes que desejam adquirir diretamente da seleção de vinhos.

 

de 40 a 50 novos cartões de etiquetas de preços por mês.

 

“Podemos colocar todas as informações relevantes no cartão de tamanho CR80. Os cartões são fáceis de limpar e duráveis. O tamanho da impressora é pequeno o suficiente para ser colocado na nossa área administrativa.”

Belinda Lim, proprietária da TWC

Compartilhe este estudo de caso